Fazer do PSOL semente de um novo projeto para a esquerda de SP

Na unidade para derrotar o bolsonarismo e o tucanato, construir uma alternativa anticapitalista Esta tese, dirigida ao 7º Congresso Estadual do PSOL São Paulo, é assinada pelos coletivos Insurgência, Liberdade Socialismo e Revolução, Resistência, Subverta e militantes independentes. Os signatários impulsionaram o manifesto PSOL de Todas as Lutas, que expressou a unidade política dos setores queContinuar lendo “Fazer do PSOL semente de um novo projeto para a esquerda de SP”

Uma catástrofe se abate sobre o mundo

1- A humanidade sobrevive há mais de um ano e meio sob os efeitos de uma enorme catástrofe sanitária com raiz nos desequilíbrios ecológicos provocados pelo capitalismo. O  coronavírus faz convergir e agudiza, num mesmo momento histórico, múltiplas crises que já se desenvolviam: a crise ecológica, a crise econômica de um neoliberalismo que ainda nãoContinuar lendo “Uma catástrofe se abate sobre o mundo”

Mudança no comando imperial

3- Nesse contexto turbulento, a derrota eleitoral de Donald Trump foi um sério revés para o projeto da ultra-direita em todo o mundo, embora não elimine a tendência ao desenvolvimento desta extrema-direita. A alta participação eleitoral alcançada, resultante da revolta antirracista e na militância democrática de centenas de milhares, impediu que Trump continuasse a desafiarContinuar lendo “Mudança no comando imperial”

As Resistências não pararam

5- O ano de 2019 assistiu a revoltas maciças em várias partes do mundo – na África (Sudão, Argélia e Líbia contra regimes ditatoriais), no Oriente Médio (como Líbano, Iraque e Irã), na América Central e do Sul (Porto Rico, Honduras, Costa Rica, Panamá, Haiti, Equador, Chile, Colômbia e Bolívia), mas também em países asiáticosContinuar lendo “As Resistências não pararam”

Brasil

8- O governo de extrema-direita de Bolsonaro é um dos bastiões do ultraliberalismo e dos retrocessos democráticos, sociais e ecológicos. Tem como objetivos aprofundar o reordenamento liberal do Estado brasileiro, destruir direitos em prol da mercantilização de todos os bens comuns, criminalizar a pobreza e a oposição política e social contra todo ativismo e resistência.Continuar lendo “Brasil”

Frente única e 2022

14- Bolsonaro, por suas pretensões autoritárias e seu caráter genocida e ecocida, precisa ser parado o mais breve possível, seja pelo impeachment ou pela cassação de sua chapa pelo TSE. Mesmo agora, em seu momento de maior enfraquecimento desde o início do governo, em nome da implementação da agenda ultraliberal no Brasil, Bolsonaro segue governandoContinuar lendo “Frente única e 2022”

Um programa anti-imperialista, anticapitalista, internacionalista e ecossocialista para transformar o Brasil

23- A construção do programa deve ser um instrumento de mobilização e organização. Além de arrolar os pontos em foco para a realização das transformações necessárias, seu debate deve mobilizar o povo para lutar por sua implementação. 24- O programa deve partir da revogação das contrarreformas aprovadas a partir do golpe, e aprofundadas pelo governoContinuar lendo “Um programa anti-imperialista, anticapitalista, internacionalista e ecossocialista para transformar o Brasil”

PSOL semente para a esquerda brasileira

45- Não há contradição entre construir uma frente única no movimento e fortalecer o PSOL como alternativa anticapitalista, ecossocialista, feminista, antirracista, anticapacitista, anti-LGBTfóbica e de luta. Para que semeemos a ideia de um novo projeto de esquerda, que supere o projeto petista de conciliação com os ricos e poderosos e a lógica dos governos deContinuar lendo “PSOL semente para a esquerda brasileira”